Regulamento 2018

1. Generalidades

1.1. Numa organização da SPAIC – Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, em colaboração e com apoio técnico da Atletica, realiza-se a 3ª Corrida e Caminhada SPAIC – Mundipharma “Que a Asma não te pare” no sábado, dia 29 de setembro de 2018, com início às 09:00 horas, com partida e chegada na Avenida do Brasil frente ao Hotel Eurostars, na Figueira da Foz.

1.2. O lucro obtido através das inscrições da Corrida reverterá a favor da Associação Portuguesa de Asmáticos (APA).

2. Percursos e distâncias

2.1. A prova principal desenrola-se num percurso de cerca de 8 quilómetros e será cronometrada com recurso à tecnologia de chips inseridos no dorsal.

2.2. A caminhada (não competitiva) terá uma distância de aproximadamente 4 quilómetros;

2.3. O mapa dos percursos pode ser consultado nos anexos ao regulamento ou no site oficial da prova;

 

3. Escalões etários

3.1. Serão considerados os seguintes escalões etários da prova principal de 10 quilómetros:

Femininos
JUN F- Juniores Femininos - (dos 16 aos 17 anos)
SEN F - Seniores femininos - (dos 18 aos 35 anos)
VET F35-49 - Veteranos femininos (dos 35 aos 49 anos)
VET F50 - Veteranos femininos (mais de 50 anos – inclusivé)

 

Masculinos
JUN M- Juniores masculinos - (dos 16 aos 17 anos)
SEN M - Seniores masculinos - (dos 18 aos 35 anos)
VET M35-49 - Veteranos masculinos (dos 35 aos 49 anos)
VET M50 - Veteranos masculinos (mais de 50 anos - inclusivé)

 

4. Inscrições

4.1. As inscrições são pessoais e intransmissíveis;

4.2. As inscrições podem ser feitas no site www.atletica.pt

4.3. As inscrições estão sujeitas às seguintes taxas de inscrição:

Até 26 de setembro de 2018
Corrida: 5 euros
Caminhada: Gratuita

De 27 a 28 de setembro de 208
Corrida: 6 euros
Caminhada: 4 euros

Nota: Para associados da SPAIC ou da Associação Portuguesa de Asmáticos a inscrição na Caminhada ou Corrida é gratuita devendo para isso contactar as respetivas entidades.

 

5. Levantamento de dorsais e kits de inscrição

5.1. O levantamento de dorsais e kits de inscrição será feito nos seguintes locais, datas e horários:

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018, das 17:00 às 20 horas no hall de entrada do Hotel Eurostars

Sábado, 29 de setembro, das 08:00 às 09:00 horas frente ao Hotel Eurostars - local de concentração da prova.

 

6. Identificação

6.1. Cada um dos participantes da prova de 8 quilómetros está obrigado a usar o dorsal colocado ao peito de forma bem visível, fixado nas pontas por alfinetes de dama/pregadeiras, fornecidos pela organização;

6.2. Todos os participantes da prova um chip no dorsal que permite a cronometragem do seu tempo e classificação;

6.3. Não é obrigatória a devolução do dorsal ou do chip;

 

7. Prémios

7.1. Todos os participantes no evento recebem de oferta uma t-shirt técnica e uma medalha alusivas ao evento;

7.2. Haverá troféus para os 3 primeiros classificados de cada um dos escalões/agrupamento de escalões:

Juniores/Seniores Masculinos (16 aos 34 anos)
VET M35-49 - Veteranos masculinos (dos 35 aos 49 anos)
VET M50 - Veteranos masculinos (mais de 50 anos - inclusivé)
Juniores/Seniores Femininos (16 aos 34 anos)
VET M35-49 - Veteranos Femininos (dos 35 aos 49 anos)
VET M50 - Veteranos Femininos (mais de 50 anos - inclusivé)

7.3. Não haverá lugar a prémios monetários;

 

8. Seguro desportivo

8.1. A organização tem um seguro desportivo a favor dos participantes não federados, (artigos 15º e 18º do Decreto-Lei nº 10/2009). O seguro de provas desportivas cobre os riscos de morte ou invalidez permanente e despesas de tratamento constantes na respetiva apólice;

8.2. Todos os participantes, sem exceção, devem assegurar que se encontram física e psicologicamente aptos a participarem na prova em que se inscrevem.
 

9. Segurança no percurso

9.1. Toda a extensão da prova é feita nos passeios e passadiços existentes não devendo os participantes ocupar a via pública;
 

10. Júri da prova

10.1. O Júri da Prova é constituído pelo Diretor Geral da Prova e pelo Diretor Técnico da Prova a quem caberá decidir eventuais questões técnicas decorrentes da participação dos atletas no evento;

10.2. Compete aos fiscais de percurso, juízes de partida e chegada, anotarem e desclassificarem os atletas que:

a) Não cumpram o percurso da prova;
b) Obstruam intencionalmente outros atletas;
c) Façam uso de um dorsal/chip que não lhe pertença;
d) Usem mais que um dorsal.

 

10.3. Quaisquer reclamações ou protestos têm de ser apresentados por escrito, obrigatoriamente feito em impresso próprio disponibilizado pela organização ou por formulário disponibilizado na secção de contactos do Atletica e dirigido a um dos membros do Júri da Prova, até às 18 horas da terça-feira posterior ao evento. Após essa hora as classificações entretanto provisórias, serão anunciadas como sendo oficiais;

 

11. Serviços e Facilidades

11.1. Todos os participantes podem usufruir gratuitamente do serviço de:

a) Abastecimentos líquidos ao longo do percurso;

b) Abastecimento líquidos e sólido (fruta) na meta;

c) Bengaleiro / Guarda-roupa (junto do local de partida e chegada);

d) Chuveiros.

11.2. O Bengaleiro / Guarda-roupa é um serviço gratuito e está condicionado à amostragem do dorsal para depósito e levantamento dos pertences pessoais, sendo que cada saco é identificado com o número de dorsal do atleta;

 

11.3. A organização não se responsabiliza pela eventual falta de pertences pessoais, pelo que se aconselha que não deixem no Guarda-roupa objetos de valor;

 

11.4. O Serviço de Guarda-roupa estará a funcionar no dia da prova, das 08:30 às 10:30 horas, junto do local da meta.

 

12. Direitos de imagem

O participante, ao proceder à sua inscrição, autoriza a cedência à SPAIC – Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica e à Mundipharma, de forma gratuita e incondicional, dos direitos de utilização da sua imagem, captada em filmagens e em fotografias que terão lugar durante a realização do prova, autorizando a sua reprodução para fins de divulgação de campanhas das entidades organizadoras e patrocinadores do evento.

13. Cancelamento do Evento

O cancelamento do evento pode ocorrer motivado por fatores externos à organização: Catástrofes naturais, Greves, Manifestações, impossibilidade de usar as vias de circulação de trânsito, impossibilidade de usar telecomunicações, restrições do governo, nova legislação. Caso o evento seja cancelado, antecipado, adiado e alteração dos horários das provas, devido a circunstâncias alheias à vontade da Organização (como por exemplo, condições meteorológicas adversas ou alertas da Proteção Civil), a Organização não pode ser responsabilizada por qualquer inconveniente, despesas, custos, perdas ou danos sofridos pelos participantes. No caso de não haver condições técnicas e/ou de segurança para realização da prova, a organização reserva o direito de transferir ou cancelar a mesma, medidas essas que serão tomadas no dia do evento.
 

14. Casos omissos

14.1 Todos os casos omissos deste regulamento serão alvo de deliberação da direção da prova, prevalecendo as normas regulamentos da Federação Portuguesa de Atletismo e da IAAF – Internacional Association of Athletics Federation.